Inove o cardápio: aposte em plantas alimentícias não convencionais

Category:

Quando pensamos em alimentos do reino vegetal, logo vem à cabeça alface, batata, abobrinha e demais verduras, legumes e tubérculos. Mas a natureza oferece uma variedade muito maior de alimentos. Plantas encontradas em parques, jardins e até mesmo conhecidas como “mato” podem oferecer nutrientes importantes ao corpo humano, são as chamadas PANCs, plantas alimentícias não convencionais.

“Atualmente a nossa alimentação contempla apenas cerca de 100 espécies diferentes descobertas e utilizadas desde a idade da pedra. Já as espécies nativas, aquelas que nascem apenas em determinadas regiões e muitas vezes são tratadas como ervas daninhas, foram esquecidas e seu potencial alimentício ignorado ao longo das gerações”, explica Allan Pscheidt, docente do curso de Ciências Biológicas do Complexo Educacional FMU.

A razão para tão pouca diversidade disponível para consumo em larga escala se deve ao desenvolvimento da agricultura. Rapidamente as plantas mais consumidas se espalharam pelo mundo e isso fez com que nossa alimentação se tornasse homogênea, monótona e globalizada.

o que são pancs, plantas alimentícias não convencionais?

Segundo Pscheidt, as plantas alimentícias não convencionais (PANCs) são aquelas que apresentam estruturas que podem ser diretamente utilizadas na alimentação, seja folha, caule, raiz, flores e frutos, ou na extração de resinas, gomas, óleos e gorduras, mas que não são comuns na alimentação da maioria da população de uma região ou de um país.

vantagens de consumir as pancs

Além de ricas em nutrientes, as PANCs não precisam de muitos cuidados no plantio, como ocorrem com as que são consumidas com frequência e muitas vezes recebem toneladas de agrotóxicos para crescerem e evitarem pragas. “Além de enriquecer a alimentação, tornando-a mais saudável com alimentos livres de agrotóxicos, as PANCs ajudam a controlar os problemas de fome no mundo, visto que 1/3 dos alimentos produzidos no mundo são descartados no lixo. Essa variedade possibilita maior contato com a natureza e a proteção da biodiversidade, hoje tão ameaçada com a expansão que existe na agropecuária”, ressalta o biólogo.

quais são as plantas alimentícias desconhecidas?

Taioba, ora-pro-nóbis, quinoa e até capuchinha são plantas que ninguém come frequentemente, mas ainda assim são as PANCs mais conhecidas. No entanto, somente no Brasil, o biólogo Valdely Kinupp identificou 350 espécies desse tipo e publicou os resultados em um livro.

“A utilização das PANCs cresceu principalmente por parte das pessoas que buscam uma vida mais saudável e incorporam à alimentação algumas sementes como a quinoa, utilizam flores como a capuchinha ou mesmo partes de plantas que geralmente são descartadas, como as folhas da beterraba”, conta Pscheidt. O docente apontou cinco plantas que você nunca imaginou que podem ser consumidas. Confira:

Folhas de seriguela (Spondias purpurea): são fonte de proteína e podem ser consumidas cruas em saladas e sucos ou cozidas em ensopados, patês, molhos para carnes e peixes.

Flores de jasmim-manga (Plumeria rubra): são ricas em antocianinas com ação antioxidante, que combate radicais livres e previne o envelhecimento da pele e são utilizadas em geleias para acompanhar pratos doces ou salgados. As folhas da flor não devem ser consumidas devido à presença de alcaloides tóxicos.

Frutos de palmeira rabo-de-peixe (Aiphanes aculeata): são ricos em licopenos antioxidantes e pró-vitamina A, e são utilizados em geleias ou molhos para macarronada ou lasanha, por exemplo.

Flores de iuca (Yucca spp.): são ricas em vitamina C e niacina, e utilizadas como recheio de tortas, pizzas, pastéis.

Folhas de dente-de-leão (Taraxacum officinale): são ricas em vitamina A, além de apresentar vitamina B6, vitamina C, tiamina, riboflavina, niacina, proteína, fibras, minerais como cálcio, zinco, cobre e manganês, são utilizadas em saladas, ou cozidas em pratos como risotos, omeletes e panquecas.

Atenção: antes de consumir qualquer planta é preciso ter certeza de que ela é, de fato, alimentícia. Informe-se detalhadamente sobre as PANCs (existem livros publicados por pesquisadores da área) e não consuma plantas, raízes e frutos desconhecidos, que podem ser tóxicos e causar graves problemas de saúde.

Fonte:https://www.natue.com.br/natuelife/pancs-plantas-alimenticias-nao-convencionais.html

TAGS: